segunda-feira, 29 de março de 2010

Antigo Império / Médio Império / Novo Império



O Império Antigo do Egito (também conhecido como Antigo Reino), com a capital em Mênfis, iniciou-se com a unificação dos dois reinos, empreendida pelo faraó Menés e estendeu-se até pouco antes de 2300 a.C (chamado de dinastia teocrática do Egito Antigo). Esse periodo caracterizou-se por grandes obras de irrigação e de agricultura, além de construção de grandes pirâmides. Neste período, o estado egípcio era pacifista e mantinha-se completamente isolados dos outros povos.

Durante a III, IV, e V dinastias, ocorreu o apogeu do Antigo Império. A partir da V Dinastia, as querelas religiosas e as lutas políticas e sociais abalaram a estabilidade do Estado Egípcio. O ataque dos nômades no deserto e o aumento do poder dos monarcas, com estes cobrando altos impostos do povo, puseram fim ao Antigo Império. Ao que parece, nesse período, houve uma verdadeira revolução social.

Médio Império
O Antigo Império termina por um longo Reinado, o de Pépi II, que dirige o Antigo Egito durante 94 anos e anuncia a decadência que durou perto de três séculos.

O Império Médio iniciou-se por volta de 2000 a.C. com a coroação de Amenhemet I que dá início á XII dinastia.

Os faraós mais célebres são:

Sesóstris I
Sesóstris II
Amenhemet III
Amenhemet IV
Sebekneferouê


Novo Império
O Império Novo é uma época da história do Antigo Egipto que se inicia por volta de 1550 a.C. e termina em 1070 a.C.. Inclui a XVIII, XIX e XX dinastias, que governaram a partir capital da cidade de Tebas. Trata-se de uma era de prosperidade e de imperialismo, durante a qual os faraós governaram um império que ia da quarta catarata do Nilo até ao rio Eufrates.

3 comentários: